quarta-feira, 11 de agosto de 2010

BILLY E EU...



Quando somos adolescentes, tudo em nossa cabeça fica confuso. Pensamos que somos feios, grandes demais, pequenos demais, tímidos demais ou atrevidos demais. Pensamos que somos azarados ou sortudos, galanteadores ou encalhados, mas de todo esse turbilhão de emoções que passa no coração de um adolescente uma coisa é certa: que quando crescermos tudo será diferente! Ledo engano!
A única coisa que não muda é que quando se entra na fase adulta sua mente é tão adolescente quanto antes e você nunca se livra do menino confuso que se tornou enquanto crescia.

Hoje eu tenho 30 anos e parece que foi ontem que minha irmã trouxe para casa o Billy! Ele parecia uma bolinha de pelos e mesmo ainda bebezinho já era ranzinza e mal humorado. Ele detestava colo e carícias! Destruiu todas as pelúcias que comprávamos para que ele brincasse e embora sua personalidade canina não fosse a ideal para uma família cheia de ímpetos de carinho, Billy se adequou dentro dela perfeitamente, caiu como uma luva e se tornou um grande amigo!

Foram exatos 13 anos que parecem pouco para um adulto, mas para um adolescente migrando a fase adulta, sua presença foi marcante! Ele estava presente quando tive minha primeira namorada séria, quando tive minha primeira decepção amorosa, quando arrumei meu primeiro emprego e quando fui demitido a primeira vez. Minha primeira frustração financeira e meu primeiro sucesso, todas essas coisas ele acompanhou sempre com uma mesma atitude que fará grande falta: receber-me com alegria quando entro porta adentro de casa, não importasse a situação!

Embora ele não fosse um cão carinhoso, amoroso e receptivo aos carinhos, Billy foi um grande amigo, companheiro e importante no crescimento de um menino que se tornou adulto e no dia de hoje, levado ao sacrifício por uma doença no rim que o adoeceu de forma a quebrar o coração de nossa família, lembramos o quanto esse amigo nos fará falta e estamos decididos a não adquirir outro cão, afinal, outro cão nunca será o Billy!

Um menino que se torna adulto passa a vida tentando lembrar de pessoas que conhecemos e esquecemos, mas para nós será impossível esquecer do Billy, nosso poodle que morará eternamente em nossos corações!
Ficai Firmes!

2 comentários:

  1. Obrigado Bibi! Como eu já disse, teu amor me foi melhor que o amor de muitas mulheres! Impossível te esquecer! Eu te amo!

    ResponderExcluir