sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Uma ótima sugestão de filme

Para quem gosta de um bom filme, dia 17 de Setembro teremos uma ótima opção. Vejam o trailer de SOBERANO

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

BILLY E EU...



Quando somos adolescentes, tudo em nossa cabeça fica confuso. Pensamos que somos feios, grandes demais, pequenos demais, tímidos demais ou atrevidos demais. Pensamos que somos azarados ou sortudos, galanteadores ou encalhados, mas de todo esse turbilhão de emoções que passa no coração de um adolescente uma coisa é certa: que quando crescermos tudo será diferente! Ledo engano!
A única coisa que não muda é que quando se entra na fase adulta sua mente é tão adolescente quanto antes e você nunca se livra do menino confuso que se tornou enquanto crescia.

Hoje eu tenho 30 anos e parece que foi ontem que minha irmã trouxe para casa o Billy! Ele parecia uma bolinha de pelos e mesmo ainda bebezinho já era ranzinza e mal humorado. Ele detestava colo e carícias! Destruiu todas as pelúcias que comprávamos para que ele brincasse e embora sua personalidade canina não fosse a ideal para uma família cheia de ímpetos de carinho, Billy se adequou dentro dela perfeitamente, caiu como uma luva e se tornou um grande amigo!

Foram exatos 13 anos que parecem pouco para um adulto, mas para um adolescente migrando a fase adulta, sua presença foi marcante! Ele estava presente quando tive minha primeira namorada séria, quando tive minha primeira decepção amorosa, quando arrumei meu primeiro emprego e quando fui demitido a primeira vez. Minha primeira frustração financeira e meu primeiro sucesso, todas essas coisas ele acompanhou sempre com uma mesma atitude que fará grande falta: receber-me com alegria quando entro porta adentro de casa, não importasse a situação!

Embora ele não fosse um cão carinhoso, amoroso e receptivo aos carinhos, Billy foi um grande amigo, companheiro e importante no crescimento de um menino que se tornou adulto e no dia de hoje, levado ao sacrifício por uma doença no rim que o adoeceu de forma a quebrar o coração de nossa família, lembramos o quanto esse amigo nos fará falta e estamos decididos a não adquirir outro cão, afinal, outro cão nunca será o Billy!

Um menino que se torna adulto passa a vida tentando lembrar de pessoas que conhecemos e esquecemos, mas para nós será impossível esquecer do Billy, nosso poodle que morará eternamente em nossos corações!
Ficai Firmes!

sábado, 7 de agosto de 2010

DEMAGOGIA CRISTÃ



Esses dias assistindo um episodio de um desses “maravilhosos” programas cristãos, tive uma conclusão definitiva sobre o cristianismo moderno: Estamos infectados pela demagogia!

Reclamamos da falsa democracia em que vivemos, onde somos manipulados pelas mídias, principalmente a TV. Falamos da rede Globo, dos Big Brothers, mas como cristãos também somos manipulados pela vontade daqueles que lideram nossos rebanhos, mas na grande maioria só falam aquilo que é de seu interesse.

Dão suma importância na pregação dos dízimos e das ofertas, mas não falam sobre a grande necessidade do evangelismo, sem esse não há razão em ser cristão. Dão foco importante nas bênçãos materiais que alcançaremos “em nome de Jesus”, mas não falam do amor ao próximo, do pecado do “diz que me disse”, da fofoca, da inimizade dentro da igreja. Se prendem na necessidade de ampliar o ministério e “alcançar os 4 cantos da terra” e estão se lixando com a ovelha doente, desnutrida, morrendo debaixo do alcance de sua vara.

Nos manipulam hoje com uma conversa fiada da autoridade espiritual que é ser um cristão no mundo corporativo, nos empinam o nariz a força, fazendo com que sintamos soberba porque somos “filhos do rei” e tudo que tocarmos prosperará. Mas sem trabalho, sem mãos calejadas, sem esforço não adianta, não alcançaremos nada.
Se todos soubessem que todos esses “artistas de Deus” bonitos com ou sem bigode, que estréiam um “Armany” a cada programa que apresentam, são tão ou mais pecadores do que nós, descreríamos de vez nessa fé ruminante que me dão mais nojo a cada dia que passa.

Como disse em outro post, quando passei a freqüentar a igreja evangélica ficava chateado quando, em meio ao grupo de amigos adolescentes eu me sentia deslocado quando dizia que era cristão, afinal esse título era motivo de orgulho para os heróis da fé como o Apóstolo Paulo que se orgulhava do evangelho pois é o poder de Deus. Hoje sinto orgulho em dizer que me envergonho de dizer que sou evangélico.
Contudo jamais me envergonharei em dizer que fui contagiado pelo amor de Cristo, que me conquistou através da cruz e me constrangeu a amá-lo eternamente.

No amor daquEle que é maior e está acima de tudo isso,

Ficai Firmes!

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

LEI DA PALMADA



Estão destruindo a sociedade honrada e honesta!

Tudo que eu sei eu aprendi com minha mãe, vejam só:

Minha mãe me ensinou a VALORIZAR UM SORRISO .
‘ME RESPONDE DE NOVO E EU TE ARREBENTO OS DENTES!’

Minha mãe me ensinou a RETIDÃO .
‘EU TE CONSERTO NEM QUE SEJA NA PANCADA!’

Minha mãe me ensinou a DAR VALOR AO TRABALHO DOS OUTROS .
‘SE VOCÊ QUER SE MATAR, VÁ PRA FORA. ACABEI DE LIMPAR A CASA!’

Minha mãe me ensinou LÓGICA E HIERARQUIA.
‘PORQUE EU DISSE QUE É ASSIM E PONTO FINAL! QUEM É QUE MANDA AQUI?’

Minha mãe me ensinou o que é MOTIVAÇÃO .
‘CONTINUA CHORANDO, QUE EU VOU DAR UMA RAZÃO VERDADEIRA PARA VOCÊ CHORAR!’

Minha mãe me ensinou sobre ANTECIPAÇÃO .
‘ESPERA SÓ ATÉ SEU PAI CHEGAR EM CASA!’

Minha mãe me ensinou sobre PACIÊNCIA.
‘CALMA! QUANDO CHEGARMOS EM CASA VOCÊ VAI VER SÓ…’

Minha mãe me ensinou a ENFRENTAR OS DESAFIOS .
‘OLHE PARA MIM! E ME RESPONDA QUANDO EU TE FIZER UMA PERGUNTA!’

Minha mãe me ensinou sobre RACIOCÍNIO LÓGICO .
‘SE VOCÊ CAIR DAÍ DESSA ÁRVORE VAI QUEBRAR O PESCOÇO E EU VOU TE DAR UMA SURRA!’

Minha mãe me ensinou sobre a SABEDORIA DE IDADE .
‘QUANDO VOCÊ TIVER A MINHA IDADE, VOCÊ VAI ENTENDER.’

Minha mãe me ensinou sobre JUSTIÇA.
‘UM DIA VOCÊ VAI TER SEUS FILHOS, E EU ESPERO QUE ELES FAÇAM PRA VOCÊ O MESMO QUE VOCÊ FAZ PRA MIM! AÍ VOCÊ VAI VER O QUE É BOM!’

Minha mãe me ensinou RELIGIÃO .
‘MELHOR REZAR PARA ESSA MANCHA SAIR DO TAPETE!’

Minha mãe me ensinou o BEIJO DE ESQUIMÓ .
‘SE RABISCAR DE NOVO, EU ESFREGO SEU NARIZ NA PAREDE!’

Minha mãe me ensinou OBJETIVIDADE .
‘EU TE AJEITO NUMA PANCADA SÓ!’

Minha mãe me ensinou a TER GOSTO PELOS ESTUDOS .
‘SE EU FOR AÍ E VOCÊ NÃO TIVER TERMINADO ESSA LIÇÃO, VOCÊ JÁ SABE!…’

Minha mãe me ensinou OS NÚMEROS.
‘VOU CONTAR ATÉ DEZ. SE ESSE LÁPIS NÃO APARECER VOCÊ LEVA UMA SURRA!’

Obrigado mãe! Por me fazer um ser humano honesto, decente e honrado!

Quem nunca ouviu essas frases ditas pela mãe na infância?
E quem não concorda que essas nos ajudaram a sermos melhores?
Estão querendo acabar com tudo isso com uma lei absurda e inpensada chamada: LEI DA PALMADA!

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

A Estética do Vazio


*Postagem do blog de Lucas Souza http://lucassouza.wordpress.com/

A moda agora é ser visto como cult, é ser autêntico por fora, é ter um visual soft. Não é preciso ser nada, basta parecer que é e será o suficiente. No fundo se sabe que para quase todo mundo a aparência é mais importante que a bagagem e que o que tem valor é o estar alinhado com as tendências. Não importa se o sujeito é de fato o que parenta ser, e isso de alguma forma é um alívio para o esvaziado. O que se sabe é: ninguém vai de fato gastar muito tempo averiguando sua essência.

O rapaz foi à faculdade e ouviu sobre inúmeras linhas de pensamento. Viu que os alunos que mais se destacavam como “cabeças” sempre tinham uma frase de Sartre ou Nietzsche na ponta da língua, e a primeira missão foi então decorar algumas para soltá-las à mesa com os amigos à hora mais propícia. Bingo! Ele agora é um pensador! Para cada assunto há uma frase adequada, assimilada com esmero, para cada grupo uma colocação coerente, mesmo que sem coerência alguma com as outras recitadas anteriormente. Ele é adepto da filosofia de picotes – ctrl c + ctrl v – e isso parece bastar.

É assim na faculdade, e é assim na igreja. Mas na igreja não é coisa de agora, porque o rapaz aprendeu desde pequeno as frases prontas, o que muito o ajudou em suas modernosas elucubrações acadêmicas. Sabe como ninguém colocar uma aleluia no ápice do instante, sem parecer um religioso frio ou demasiadamente pentecostal, o que de fato pegaria mal à sua reputação secular, já que sua professora de sociologia deixou bem clara a conotação implícita de burrice amofinada por detrás da estética “penteca”. Freqüentou inúmeras classes dominicais e sabe a bíblia como poucos – mesmo não a tendo lido de cabo a rabo nenhuma vez sequer. É tido como uma autoridade teológica dentre os de sua congregação, ainda mais agora que a bíblia tornou-se apenas amuleto de enfeite e serve mesmo é para apaziguar a ira do pastor que não aceita de forma alguma ver um crente sem sua espada que não refulge nunca. E esse pastor é como a professora antiga de internato que não suporta ver uma aluna despenteada e sem o laço da cor correta na arrumação dos cabelos castos. Nesse contexto, a Bíblia é tão somente um livro bibelô, e isso basta.

Ele está satisfeito consigo mesmo e é tido como um varão inquestionável. Um rapaz para casar, dizem as senhoras. Um exemplo a ser seguido, afirma os senhores. É líder exemplar de muitos grupos. E os outros não questionam seu caráter, já que ninguém sabe o que ele faz quando ninguém está vendo – ufa né? – e não fazem idéia do que acontece entre você e sua “corte” no banco de trás do seu carro. Realmente é muito arriscado comprar preservativos na farmácia, e foi deveras mais prático e barato comprar pela internet numa embalagem discreta que você esconde no fundo do armário. Afinal é preciso estar preparado para a hora da tentação, certo? É algo que não se premedita, que acontece naturalmente toda vez que você fica sozinho com ela. E vocês saem sozinhos quantos dias mesmo? Todos?

Muitas vezes tudo isso pesa, e o rapaz sente o peso do mundo sobre os ombros. Há meses não consegue fazer uma oração que não seja a de pedir perdão pelos seus pecados, já que as feitas publicamente não contam: são parte da estética da obrigação. Suas súplicas são velozes, e o pedido de perdão serve apenas como autorização para poder praticá-lo novamente, o mesmo vício.

E a história do rapaz prossegue vida afora. É um eixo que evolui na prática do giro, chegando ao que se chama de maturidade plena: a suprema evolução da casca a soterrar o vazio que há por dentro.

Esse é um dos retratos da geração de hoje. Ela vive o chamado avivamento como estética apenas, como um casaco de alguns instantes a ser esquecido no armário por um longo período, ao uso da conveniência estética, é claro.

Tenho encontrado vários desses por onde passo, e o engraçado é pensarem que faço parte de suas trupes. Dentre todos, os filósofos de plantão são os mais chatos, principalmente quando vêm com as frases celebres e puídas dos evangelistas norte-americanos, e seus métodos, e seus sofismas, e seus discursos acéfalos.

Fique claro que não me excluo do todo, até porque também sofro a tentação pelo vazio. O vazio é mais fácil, é mais prático. Mas do início ao fim, será sempre vazio.

Aonde eles vão parar, não sei. Mas pela Graça hoje sei aonde vou seguindo.

E você, leitor, sabe onde vai parar?

Insisto em dizer que agora é tempo de parar para pensar e olhar para dentro. Que cada um reconheça com clareza o que se vive, porque a nossa valiosa estética para o Emmanuel, o Deus conosco, é puro lixo. E lixo não reciclável. Será preciso desnudar-se por completo para então vestir-se de linho fino, puro e resplandecente, vestes estas doadas somente por Ele, que nos remeterão à Justiça.

Por fim, que seja feita toda justiça, para Ele e por Ele.

Nele que nos faz ver,

Lucas Souza
28/05/2010